Artista Yoshitaka Amano apresenta trabalhos inéditos em São Paulo

Litogravuras, aquarelas e um teaser de animação serão mostrados
A Fundação Japão e JOH MABE Espaço Arte & Cultura realizam a exposição “Yoshitaka Amano in Brazil”, com 35 trabalhos do artista japonês no período de 10 a 30 de maio de 2012 no Joh Mabe Espaço Arte & Cultura, no Jardim Paulista, em São Paulo. A visitação é gratuita e voltada a todo o público.

Quatro das obras, aquarelas, são inéditas e foram produzidas no Brasil, onde o artista veio em março/abril para participar da feira Game World 2012, realizada no Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca, em São Paulo, onde apresentou 31 litogravuras (réplicas seriadas de desenhos originais) ao público visitante. O teaser da sua nova animação, “Deva Zan”, também será apresentado na capital paulistana.

Amano, que ministrou palestras e sessões de autógrafos em São Paulo, também participa, em junho, da Art Basel, na Suíça – a mais antiga e importante feira de arte do mundo. As ilustrações são apenas uma das atividades do artista, que se dedica também à pintura, litografia, filme, cerâmica, além de desenhar padronagens/estampas para quimonos e figurinos para teatro kabuki e design de joias.

Sofre influências de artistas de estilos díspares, como os europeus Gustav Klimt, Arthur Rackam e Kay Nielson, assim como das mitologias celta, grega e romana. As pinturas Art Nouveau e as gravuras japonesas Ukiyo-e também são foco de seu interesse como esteta.

Realizou exposições nas feiras de arte Armory, em NY, além de ganhar uma retrospectiva de seus trabalhos, “From Gatchaman to Deva Loka — The Legend Continues”, em 2010, no Museu Arte Contemporânea de Taipei (MOCA- Tapiei), em Taiwan. Também fez mostras individuais em galerias de arte, como “Deva Loka USA”, na SUPERFROG Gallery, em São Fancisco, em 2009; na Art Statements Gallery, em Hong Kong, em 2006; na Galeria Leo Koening Inc, em NY, em 2002; na Galerie Nosbaum & Reding Art Contemporain, Luxemburgo, em 2005 e com “Think Like Amano”, no Uenonomori Museum of Art, Tóquio, em 1998. Colaborou com autores ocidentais como Michael Moorcock (“Elric the Necromancer”) e em livretos de ópera de Richard Wagner (“Tristão e Isolda” e “The Flying Dutchman”).

Amano, que ministrou palestras e sessões de autógrafos em São Paulo, também participa, em junho, da Art Basel, na Suíça – a mais antiga e importante feira de arte do mundo. As ilustrações são apenas uma das atividades do artista, que se dedica também à pintura, litografia, filme, cerâmica, além de desenhar padronagens/estampas para quimonos e figurinos para teatro kabuki e design de joias.

Sofre influências de artistas de estilos díspares, como os europeus Gustav Klimt, Arthur Rackam e Kay Nielson, assim como das mitologias celta, grega e romana. As pinturas Art Nouveau e as gravuras japonesas Ukiyo-e também são foco de seu interesse como esteta.

Realizou exposições nas feiras de arte Armory, em NY, além de ganhar uma retrospectiva de seus trabalhos, “From Gatchaman to Deva Loka — The Legend Continues”, em 2010, no Museu Arte Contemporânea de Taipei (MOCA- Tapiei), em Taiwan. Também fez mostras individuais em galerias de arte, como “Deva Loka USA”, na SUPERFROG Gallery, em São Fancisco, em 2009; na Art Statements Gallery, em Hong Kong, em 2006; na Galeria Leo Koening Inc, em NY, em 2002; na Galerie Nosbaum & Reding Art Contemporain, Luxemburgo, em 2005 e com “Think Like Amano”, no Uenonomori Museum of Art, Tóquio, em 1998. Colaborou com autores ocidentais como Michael Moorcock (“Elric the Necromancer”) e em livretos de ópera de Richard Wagner (“Tristão e Isolda” e “The Flying Dutchman”).

YOSHITAKA AMANO
Nasceu na cidade de Shizuoka, no Japão, em 1952. Em 1967, ingressa na Tatsunoko Production e começa a criar personagens de animação de sucesso e então torna-se independente, recebendo destaque no mercado editorial.

Em 1997, realiza uma grande exposição individual em Nova Iorque, nos EUA, e um evento multimídia, em 1999, chamado “Hero” – série de projetos sobre a aventura épica de um príncipe reencarnado num futuro distante, realizado no centro de Artes Angel Oresanz Foundation, também em NY. No Japão, realiza exposição no Ueno Royal Museu, além de inúmeras mostras organizadas.

Em 1997, colabora com a Filarmônica de Los Angeles para a criação de “1001 Nights”, projeto que reuniu filme, música e animação.

Em 2004, expande sua atuação nas artes plásticas, exibindo suas obras em exposições individuais na Europa (Mônaco, Cannes, Berlim, Dinamarca), entre outros lugares. Organiza a exposição “Eve 9002″ na Ópera de Paris, em 2009, onde uma espécie de balé de imóveis e cristalizadas heroínas são apresentadas, por apenas 3 horas, criando um ambiente urbano e mitológico. Conquistou o respeito pelo mundo da moda, depois deste evento.

Por quatro anos consecutivos, 1983-1987, recebeu o Prêmio Nebula, considerado o Oscar da Literatura fantástica de trabalhos de ficção e fantasia publicados nos EUA. Além disso, recebeu indicação ao Prêmio Hugo, em 2000, e conquistou o Prêmio Eisner, Prêmio Dragon Con, e o Prêmio Julie por suas pinturas.

Fonte: Japan Foundation

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s